CS
Faça o download do FlashPlayer aqui
|

Pesquisa avançada

Newsletter
Introduza o seu e-mail:

Se quiser deixar de receber a nossa Newsletter proceda ao cancelamento.

   

Telefone: +351 21 330 05 60
e-mail: geralopex@opex.pt
dias úteis das 8:00 às 19:00.

Daily information PEX
<a href="modules/mercados/mercados.aspx" title="mercados">mercados</a>
Produtos Estruturados

 

Warrants *

 

 

Warrants são instrumentos financeiros alavancados, que conferem o direito (mas não a obrigação) de comprar ou vender um activo (o activo subjacente) - tal como acções, índices, câmbios ou mercadorias - a um determinado preço (o preço de exercício) numa determinada data futura.

 

Call Warrant: Quando um investidor acredita na valorização de determinado activo, deverá comprar um call warrant. Este permite-lhe beneficiar dessa apreciação ao mesmo tempo que lhe limita a perda potencial.

 

Put Warrant: Se um investidor quer proteger a sua carteira de eventuais quedas ou beneficiar de desvalorizações do mercado de acordo com uma visão de descida de preços, a compra de um put warrant é o investimento aconselhado, uma vez que lhe dá o direito a vender o activo.

 

 

Turbo-Warrants **

 

Os Turbo-warrants são produtos que oferecem uma solução única que permitem beneficiar da subida dos mercados através de turbos warrants de compra (call) e de descida através de turbo warrants de venda (put).

 

Assim como nos warrants autónomos, o preço de exercício (strike) é também uma das características dos turbo-warrants. O nível do strike em relação ao preço do subjacente irá determinar o valor do turbo-warrant assim como a alavancagem. Quanto mais próximo o strike estiver do actual spot do subjacente, maior será a alavancagem e menor será o valor do turbo-warrant.

 

Uma das principais características do Turbo-warrant é a barreira “knock-out”. Se a barreira for atingida, em algum momento da vida do turbo-warant, este será extinto e o seu valor será nulo. A barreira existe para proteger o investidor da utilização da conta margem, utilizada nos futuros, limitando assim uma perda superior ao seu investimento inicial.

Os turbo warrants call têm uma barreira inferior ao valor do subjacente (no momento da emissão), enquanto os turbo warrants put têm uma barreira superior ao valor do subjacente (no momento da emissão).

 

 

Inline Warrants ***

Os Inline Warrants oferecem uma solução que permite ao investidor beneficiar dos mercados em movimento lateral. Se mantiver os Inlines até à maturidade, receberá uma compensação máxima, desde que o preço do activo subjacente permaneça sempre dentro de um intervalo pré-definido durante a sua vida até à maturidade.

Os Inline Warrants têm uma barreira inferior e uma barreira superior pré-definidas. Estas duas barreiras ou balizas definem o intervalo (corredor) do Inline Warrant.

 

Na maturidade, o investidor receberá um valor máximo de 1 Euro se o preço do activo subjacente não atingir ou ultrapassar a barreira superior nem a barreira inferior durante a vida do Inline Warrant. Se o preço do activo subjacente atingir ou ultrapassar qualquer das barreiras durante a vida do Inline Warrant, será accionado um evento de ‘knock-out’ (à semelhança dos ‘turbo’ warrants) e o produto extingue-se imediatamente perdendo todo o seu valor. O preço de emissão do Inline Warrant é sempre inferior a 1 Euro.

 


Certificados ****

 

Os Certificados são produtos financeiros particularmente adequados para alcançar um objectivo em que optimiza a relação entre potenciais lucros e o risco de perda de capital, pois possibilitam uma participação nos retornos do activo subjacente, ao mesmo tempo que reduzem o risco de investimento. Os certificados têm um risco de investimento sempre inferior ao do investimento directo no activo subjacente.

 

Os certificados permitem investir no activo subjacente a um valor reduzido, tal como se este fosse comprado com um desconto. Em contrapartida, não participam na valorização do preço do activo subjacente acima de um valor máximo pré-definido (CAP).

Assim, estes valores mobiliários, na maturidade, conferem ao seu portador o direito de ser reembolsado, mediante a entrega do activo subjacente ou pelo pagamento do valor  máximo (CAP).

 

 

 Riscos Associados aos Produtos Financeiros Complexos :

 

Risco de Perda Parcial ou total do capital Investido;

Remuneração não garantida;

 

 

*

O investidor deverá ter uma expectativa de evolução do Activo Subjacente antes de adquirir Warrants. Se o Activo Subjacente registar uma evolução oposta à esperada, o investidor poderá não só não rentabilizar o seu investimento como vir a perder uma parte ou a totalidade do investimento realizado. Se na maturidade o valor do Activo Subjacente for inferior (superior) ao Preço de Exercício do Call Warrant (Put Warrant), o investidor irá perder a totalidade do montante investido.

 

 

**

Os Warrants Estruturados (ou Turbo) têm características próprias que os dotam de riscos específicos para além dos riscos gerais inerentes aos Warrants Autónomos. Os Warrants Estruturados poder-se-ão extinguir antes da data de maturidade bem como todos os direitos inerentes. Para que tal aconteça basta que as condições de perda antecipada dos direitos inerentes aos Warrants Estruturados se verifiquem, ou seja, que em qualquer momento do dia, dentro do Horário Normal de Negociação do Activo Subjacente, o preço deste seja igual/inferior, no caso da Call, ou igual/superior, no caso da Put, ao valor da Barreira Knock-Out.

Os Warrants Estruturados (ou Turbo) apresentam um risco tanto mais elevado quanto mais próximo o valor do Activo Subjacente se encontrar da Barreira Knock-Out.

 

***

Os Inline Warrants apresentam, como característica, duas barreiras de knock out. Os Inline Warrants expiram imediatamente, com a perda da totalidade do valor investido caso as barreiras sejam atingidas.

O facto de existirem duas barreiras de preço para kncok out – superior e inferior, implicam riscos acrescidos para os investidores: Uma oscilação do preço do activo, qualquer que seja o sentido, pode de imediato implicar a quebra de uma das barreiras pré definidas e a consequente perda do valor total investido no Inline warrant.

 

 

****

Os Certificados são valores mobiliários cujo Valor de Reembolso depende da evolução do preço do

Activo Subjacente. Considerando que (i) o detentor do Certificado não terá que despender qualquer quantia na Data de Reembolso e que, (ii) o Certificado irá reembolsar o seu detentor pelo valor do Activo Subjacente (corrigido do respectivo Rácio), o valor do Certificado deverá apresentar variações semelhantes às variações do Activo Subjacente.

Assim, é necessário que o investidor adquira os Certificados com um juízo fundamentado sobre o risco do seu investimento e sobre as expectativas de evolução do Activo Subjacente, assumindo que, no caso da evolução do Activo Subjacente ser contrária à esperada, poderá, não só não rentabilizar o seu investimento, mas também perder parte ou mesmo a totalidade do investimento realizado.

 

O investidor que compra Certificados deve ter em conta que na avaliação destes – antes da Data de Reembolso – podem intervir outros factores além da evolução do preço do Activo Subjacente, tais como os dividendos pagos pelas empresas que compõe o Activo Subjacente, a evolução das taxas de juro e a evolução das taxas de câmbio. O efeito destes factores deve analisar-se em conjunto, e por esta razão é possível que, apesar da evolução do Activo Subjacente ser favorável, o valor dos Certificados numa determinada data possa descer como consequência da evolução negativa de algum ou alguns dos restantes factores.

 

 

 

Emitentes de Produtos Estruturados no PEX:

-       Millennium Investment Banking (www.millenniuminvestmentbanking.pt)

-       Commerzbank (www.warrants.commerzbank.com)

-       Banco Santander Totta (www.santander.pt)


Items Relacionados

Banner1
Banner2
Banner3

Por favor leia o Acordo de Utilização :: Copyright © OPEX :: Versão 1.000 :: Todos os direitos reservados :: PEX é uma marca registada da OPEX.
A OPEX é uma instituição constituída ao abrigo do decreto-lei n.º357-C/2007 de 31 de Outubro, registada na CMVM, autorizada a gerir sistemas de negociação multilateral e serviços conexos.

 
sombra